26 julho 2010

Desabafo de Tom Ford

"Como designer de moda, eu sabia que não era um artista, porque criava algo feito para ser vendido, comerializado, utilizado e, por fim, descartado." Tom Ford, designer de moda
 É complicada a situação de um designer de moda.
A sua coleção pode ser comparada a um filho que se espera a vinda. Ele vem, você o cria. Você muitas vezes fica noites sem dormir, daí ele cresce, faz sucesso e vai embora das suas "asas".
Creio que ser designer de moda, é muito complicado em relação a parte do comércio em sí. Já li depoimentos do tipo "ser um estilista é nada mais nada menos que vender sua alma, sua inspiração."
A moda movimenta e muito o mercado financeiro mundial. Hoje em dia, uma peça de roupa chega muito facilmente ao preço de uma jóia. A roupa que se usa, muitas vezes indica a sua razão socioeconômica nos valores atuais.
Resolvi postar esse texto porque achei muito interessante a frase citada, foi somente uma passagem rápida pra colocarem vocês leitores que gostam desse "universo" pra pensarem um pouco. Acho interessante ter várias opiniões sobre esse assunto, creio que essa frase dita por Tom Ford, seja particularmente um desabafo. É interessante.

Bgss!

3 comentários:

  1. Pois é... Concordo com isso... vc ser artesão... estilista... qualquer coisa que mecha com arte, seu trabalho é basicamente vender sua inspiração... onde vc depositou um pedacinho da sua alma... sofro tanto com isso as vezes xD
    Beeeijão!

    ResponderExcluir
  2. Adorei essa frase, e concordo. Porque às vezes, além de ter que vender sua arte você tem que modificá-la caso tenha alguém com poder sobre você e a rejeite.
    Não que o dinheiro não seja importante - e é - mas atrapalha um pouco quando o assunto é criação, arte. Porque é uma coisa muito pessoal, é difícil achar alguém com percepções parecidas. :/

    ResponderExcluir
  3. Ai gente concordo plenamente. As vezes as pessoas não percebem a idéia do artista no trabalho, não aceitam uma outra percepção que nem a Helen falou. Mas é isso aí né gente, é tudo uma questão de escolha, escolher trabalhar com arte nessas condições. A gente sobreviverá!

    ResponderExcluir